Atalhos de Campo


1.8.17

tacto

Voava desorientada quando pousou sobre a terra, abrindo completamente as asas e fechando-as muito devagar até as unir ao máximo, no que parecia querer ganhar fôlego para iniciar nova volta, larga e atabalhoada, sobre o jardim. Fui a correr buscar a máquina fotográfica e tentei tirar-lhe uma fotografia em voo, sem grande sucesso, mas entretanto ela veio aterrar aos meus pés. Aproximei-me devagar e estendi-lhe um dedo sob o corpo. Subiu confiante, como se estivesse à espera de me dar oportunidade para ter aquele gesto. Senti-lhe as patinhas muito leves a agarrar as minhas impressões digitais e elevei-a no ar, onde ela pertencia.